Arquivo

roupas

Posts em roupas.

Como usar patches sendo uma pessoa Slow Fashion

É assim que as tendências vêm e vão. Em um piscar de olhos. Se você comprou um skort, um sneaker de salto ou um kimono de franjas no ano passado você provavelmente não aguenta mais ver a cara deles. Mas, acontece que, na era dos relacionamentos instantâneos via Tinder, a gente descobriu que a moda é melhor quando vem devagar, slow fashion. Temos outras prioridades na vida e nenhuma delas inclui gastar grande parte do nosso dinheiro em roupas que não duram mais do que uma temporada de Game of Thrones.

patches e slow fashion

E, entendida que a moda é, até a sua mais recente reinvenção, vem disfarçada de amiga. Patches nada mais são do que uma maneira de customizar aquela jaqueta jeans que você já tem no armário.  Ela se transforma em algo novo sem que você precise gastar muito, sem que você polua o meio ambiente com mais um processo de produção, sem que você colabore com trabalho escravo e diversos outros malefícios que a indústria da moda e do consumo podem representar. Mas, por mais disfarçada que essa tendência esteja, ela ainda é uma tendência sim.

Continue lendo →

Fashion-Shaming: para quê falar mal da roupa alheia?

Faz quase um ano que eu botei a cara em Nova York. Confesso que Londres sempre me atraiu muito mais, mas, começar por Nova York, devemos combinar, é viver um sonho mesmo que seja um sonho que você nunca sonhou. E se você me perguntar o que mais me impressionou? Se foi a estrutura da cidade, as construções, a experiência da neve, a vista do Brooklyn Bridge ou ver a cidade toda iluminada do alto do Top of the Rock? Também. Mas, para mim, o mais apaixonante foi usar um casaco de pele, volumoso, branco, por muitos considerado excêntrico e extravagante, pasmem, sem ser julgada por isso.

fashion-shaming01

Era meu sonho ter um casaco daqueles. Antes mesmo de chegar lá passei noites pesquisando pela internet aonde eu poderia comprar. Achei, passei o cartão na Asos e mandei entregar no endereço aonde eu estaria dali a uma semana. Só para garantir que não ia curtir o inverno e a neve sem o meu casaco dos sonhos. Me falaram que o frio era cruel e que aquele casco jamais seria suficiente pra me aquecer diante temperaturas que beiravam a tortura medieval. Mas fazer o que? A gente, quando cisma com alguma coisa, nem a possibilidade de ter os nossos membros atrofiados nos faz desistir.

Continue lendo →

Como cuidar do que você ama

Quando você ama muito uma coisa a vida te dá poderes para protegê-la. E eu acho meio redundante dizer o quanto eu amo as minhas roupas. Sempre tem um carinho especial, um lugar que a gente foi, uma historia que a gente passou juntas, aquele momento onde ela estava em um departamento comercial, eu a avistei e pensei “Hum, essa me representa”. Bem, a gente pode enjoar um dia, a gente pode querer mudar mas quando as nossas roupas são importante pra gente a gente tenta fazê-las durar ao máximo. A gente quer que elas acompanhem a nossa jornada por mais tempo possível porque, nossa, como vou viver a vida sem aquela camisa do Red Hot Chilli Peppers comprada no melhor show da minha vida?

E é por isso que a gente cuida, que a gente não amassa e que a gente não lava sem virar do lado avesso.

Simplesmente porque a vida é muito curta pra gente deixar passar as nossas boas memórias. O melhor a se fazer é leva-la consigo em forma de roupa.