Arquivo

shoes

Posts em shoes.

5 coisas que aprendi com a Vic Hollo

O Instagram virou um arsenal de vídeos do cotidiano. O twitter já foi legal, ficou esquecido e agora parece muito impossível assistir televisão sem o passarinho azul aberto nas mãos. E o Snapchat que era um depósito de nudes, virou o nosso reality show e imaginem só, está perdendo muita gente pro Stories. Os anos vão passando, as redes sociais mudando mas, algumas pessoas que acompanhamos, vão ficando, passando de uma pra outra e de outra pra uma.

A Vic Hollo, eu conheci pelo LookBook.nu. De repente, num domingo à noite, ela estava no Fantástico, vencendo um desafio que me fez quebrar a cabeça com o meu próprio armário. Como dava para usar o mesmo vestido por vários dias consecutivos montando sempre um look diferente? Desde então o estilo da Vic mudou bastante e, a meia arrastão com camisa de flanela, deu lugar a roupinhas mais simples, mas sempre sofisticados e cheios de estilo. E, seja a fase que for, ela é adepta de alguns truques de styling que, vejam bem vocês, de tanto acompanhar eu também acabei adotando pra vida.

Roupa básica não é sem graça

Calça jeans e t-shirt estampada. Skinny e sweater. Shortinho e camiseta preta. Todas nós certamente temos uma infinidade de roupas assim. A Vic também. E ela usa desses elementos mais básicos para criar looks clássicos, sem muita informação de estampas e texturas. É só acertar as proporções entre as peças, dobrar a barra da calça e colocar a camiseta para dentro do short. Assim ela aproveita o look básico pra se jogar no cabelo com babyliss, maquiagem com tons neutros e, é claro, um pouquinho de salto.

Cós bonito é para se mostrar

Colocar a blusa para dentro do cós da calça ajuda a acinturar o visual e qualquer produção fica mais arrumadinha. Essa regra é ainda mais valiosa no verão quando o calor vem com tudo e a gente não consegue vestir nada além de uma blusinha solta e um shortinho jeans.

Saltos confortáveis nunca são demais

Com a Vic Hollo percebi que o sapato pode mudar completamente a intenção do look e entendi que eles são realmente maravilhosos. Acontece que não é fácil se adaptar aos sapatos e por isso, muitas vezes, andamos sempre com os mesmos. Mas ela sempre usou saltos estáveis, alguns nem tão altos e, ultimamente, tem usado muita meia pata, salto tratorado e flatforms confortáveis que podem fazer milagres.

Mostrar um pouco de lingerie é fundamental

Sobre aquele dilema de ser vestir com o calor, a alternativa da Vic para usar menos e elaborar mais é deixar o sutiã aparecendo. Já que usamos a peça, porque não deixar com que ela faça parte do look? Acaba sendo mais um acessório, deixando um ar despojado e o look fresquinho.

Camisetas de banda nunca saem de moda

Podemos dizer que as camisetas, realmente, nunca saem de moda. E as camisetas de banda tão pouco. Com calça skinny, disco pants ou uma pantacourt, a Vic Hollo não deixa de usar as estampas das suas bandas favoritas. Ela aproveita para casar as cores da camiseta com algum outro elemento do look e assim o visual fica sempre com cara de organizado e alinhadinho. Não tem como ser mais virginiana do que isso.

Quem ainda não segue a Vic no Instagram já está perdendo tempo!

Deixa o seu like na nossa página para não perder nenhuma novidade!

Os melhores motivos para você usar sandália com meias

Sim, você já viu várias vezes essa combinação por aí. Mas tenho certeza que nunca teve coragem de sair de casa com elas. Por mais que a gente ame e ache lindo ainda não é um hábito por aqui. Seja por causa do nosso clima quente ou pela falta de compreensão das pessoas na rua. Mas uma das coisas que a gente precisa praticar é a autoconfiança para apostar mais naquilo que a gente ama independente de fatores externos e acho que os motivos abaixo podem ajudar.

Elas ficam parecendo botas

É só casar a cor da meia com a sandália que ela logo parece uma botinha. Quanto mais pesada e fechada for a sua sandália e a sua meia mais diferenciada mais provável é obter esse efeito. Vale apostar nos tecidos além do algodão básico como a arrastão, lurex, elastano…

Continue lendo →

YSL, Hedi Slimane e Continuidade de marcas

A continuidade de uma marca após a troca de seu diretor criativo é sempre um assunto polêmico. Por mais que se estude sobre o legado da marca, é impossível prever como o estilista fundador se portaria diante do passar dos anos. Quase todas as grandes maisons, perderam seus estilistas fundadores e foram submetidas a esse processo. Mais ou menos recentemente, foi a entrada de Hedi Slimane na direção da YSL que fez o maior estardalhaço. Isso porque o estilista tem uma pegada jovem, claramente ligada ao rock grunge, característica que não era nem de perto a do público alvo da YSL com suas cinturas altas, saias lápis midi, tecidos caros e visual sofisticado.

Só não entendo essa necessidade que as pessoas têm de manter padrões estabelecidos. Mais importante é ter zeitgeist e saber qual é seu tempo, com quem você está falando e o que quer transmitir. Yves Saint Laurent era o cara zeitgeist nos anos 60! Por isso que a maison tem a credibilidade que tem. Foi ele quem deu às mulheres o prazer de desfrutar de um smoking feminino, foi o primeiro a usar modelos negras em seus desfiles e mais do que qualquer outro, para mim, seu maior feito foi relacionar o seu trabalho com a arte modernista transformando um quadro de Piet Mondrian em uma coleção de moda. E uma coleção que dizia tudo sobre a juventude da época. Toda a androgenia e frescor da década de 60 estavam presentes lá.

Passaram-se os anos e Yves foi amadurecendo e essa maturidade refletindo em seu trabalho. É assim com todos os criadores. Nos anos 2000, ele continuou fazendo roupas belíssimas para suas mesmas “meninas” dos anos 60. Stefano Pilati, seu sucessor, manteve a mesma proposta. Até ser substituído por Hedi.

A arte contemporânea está profundamente ligada às tecnologias. O vídeo, a fotografia e a música, mesmo quando não são eles mesmos os meios de expressão artística, quase sempre estão ligados ao seu processo de criação. Ao meu ver, Hedi, mais do que criar coleções, fotografar e filmar,  sabe como ninguém fazer peças que compõem um diálogo lindo com essas mídias. Algo que conversa com o jeito que o Yves trabalhou com Mondrian. É claro que a entrada de Hedi na marca tem muito mais a ver com uma virada visando valor de mercado do que com conceito. Mas estrelismos à parte, Hedi é um cara talentosíssimo e merece sim o nome da marca que carrega. Que Yves esteja orgulhoso!

Tudo isso porque estou apaixonada por esse novo vídeo.

Essa menina não lembra Alexa Chung? E ela não parece uma versão moderninha das meninas do Yves dos anos 60?

Continue lendo →

#FashionRio Trend Spot

Quem dita o que é moda é quem usa. Afinal, se ninguém usar, não está na moda, certo? E não tem lugar melhor pra reparar umas tendências do que em um pier cheio de gente informada sobre moda e com bom gosto

Blake Lively, Alexa Chung e Patrícia Kislinski no Fashion Rio investiram em calçados metalizados. A abotinada da Patrícia levava aquele efeito cromado, com ar bem futurista e um saltinho quadrado com cara de bem confortável. Fica uma peça coringa pra levantar qualquer look básico. Tanto de dia quanto a noite.

Quem não se apaixonou pela legging Isabel Marant que a Blake usou (olha a botinha sem cano aí!)? Apesar de não ser do mesmo azul maravilhoso royal , a calça ainda tem um brilho lindo! Por ser mais justinha eu usaria com uma blusa mais compridinha (:

Mudando de assunto:
Continue lendo →